domingo, 25 de setembro de 2011

EUCARISTIA É MILAGRE! ILHA MARTINICA

Na manhã do dia 8 de maio de 1902, o vulcão da montanha Pelée entrou em erupção. A lava chegou rapidamente na cidade de Saint-Pierre que ficou completamente destruída, ao passo que o vilarejo de Morne-Rouge localizado aos pés do vulcão foi misteriosamente poupado.
Este evento prodigioso foi acompanhado pela aparição de Jesus e do seu Sagrado Coração no Sacramento exposto para a Adoração.  As testemunhas deste Prodígio foram numerosas.
No dia 8 de maio de 1902, Festa da Ascensão, o vulcão da montanha Pelée começou a xpelir lava e cinzas. A população de Morne-Rouge, muito devota do Sagrado Coração de Jesus, foi imediatamente à igreja paroquial para implorar a Nossa Senhora do Livramento que poupasse o vilarejo daquela catástrofe.
Naquele perigo iminente, as pessoas inimigas se reconciliaram e confessaram os seus pecados. O pároco, padre Marty, deu a absolvição geral a todos os fiéis, distribuiu a Santa Comunhão e expôs o Santíssimo Sacramento.
Num determinado momento uma senhora começou a gritar: “O Sagrado Coração de Jesus está dentro da Hóstia!”. Um grandíssimo número de pessoas testemunharam a aparição de Jesus na Hóstia que mostrava o seu Sagrado Coração coroado de espinhos. Outros disseram ter visto sair Sangue do Coração de Jesus. A visão durou muitas horas e acabou somente quando o Ostensório foi colocado de novo no Tabernáculo. 
No dia 8 de maio o vilarejo de Morne-Rouge foi poupado da fúria devastadora do vulcão e isso consentiu que a população se reconciliasse com Deus e recebesse os Santos Sacramentos preparando-se assim para morrer em graça de Deus. No dia 30 de agosto do mesmo ano o vulcão destruiu inclusive o vilarejo de Morne-Rouge.


Fonte: The Real Presence

Um comentário:

  1. Olá! Que maravilha seu blog!!!
    É graça divina começar bem. Graça maior é persistir na caminhada certa. Mas a graça das graças é não desistir nunca.
    Boa semana na Paz e no Amor de Cristo,

    Reinaldo

    ResponderExcluir

Aguarde moderação do comentário. Obrigada!